Sudeco ouve demandas do setor produtivo de Mato Grosso do Sul para o FCO 2020

Sudeco ouve demandas do setor produtivo de Mato Grosso do Sul para o FCO 2020

Por Assessoria de Comunicação

Publicação: Qua, 26 Jun 2019 18:40:00 -0300

Última modificação: Qua, 26 Jun 2019 18:41:34 -0300

Nessa terça-feira, 25 de junho, representantes do setor produtivo de Mato Grosso do Sul apresentaram à Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) demandas locais que poderão ser inseridas na programação do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) para o exercício 2020. O encontro foi realizado no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS).

A coordenadora-geral de Fundos e Promoção de Investimentos da Sudeco, Luciana Barros, afirmou que a reunião é uma etapa importante da elaboração da programação do FCO. “Esta é uma rodada de escuta. A gente recebe todas as demandas locais das quatro unidades federativas e leva para dentro do Grupo de Trabalho para discutir o que fica, o que sai, o que pode ser alterado. Esse processo reflete a demanda de mercado, nos dando uma direção de onde melhor aplicar o fundo”, disse.

A vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul (Fiems), Claudia Volpini, destacou a importância do Fundo para fomentar a indústria sul-mato-grossense e que as propostas apresentadas irão incentivar a contratação de recursos tanto na modalidade empresarial quanto na rural. “Ficamos satisfeitos em constatar que existe esta preocupação da Sudeco em ouvir as demandas do setor produtivo e entender melhor a realidade local antes de fechar a programação do FCO. Hoje, [o fundo] é uma das principais ferramentas que o empresário tem para acessar recursos que vão financiar a melhoria de seu empreendimento”, defendeu.

A proposta de programação do FCO para o próximo ano também considera os marcos previstos pelo governo federal no Plano Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR) e no Plano Regional de Desenvolvimento do Centro-Oeste (PRDCO).